A questão da injustiça social em Capitães da Areia
BR FCJA J/PP.mo / R548q por(BR) 1995


Referência

ROBERTO, Martinha Geralda. A questão da injustiça social em Capitães da Areia. Orientadora: Profª. Meª. Cláudia Campos Soares. Mariana, 1995. 23 f. Trabalho de Conclusão de Curso(Bacharelado em Letras)-Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 1995.

Tipo

Monografia

Resumo

Aborda a obra Capitães da Areia, mostrando as contradições de uma sociedade que se desenvolve a custa de graves desequilíbrios. Demonstra a ideia do Brasil controlado por uma minoria, voltada para seus próprios interesses, em detrimento das classes desfavorecidas e salienta o drama do menor abandonado.

Notas

  • SUMÁRIO
  • 1 – Os anos 30 e Capitães da Areia
  • 2 – A configuração dos personagens: complexidade e estereótipo
  • 3 – Os capitães da areia: uma sociedade dos oprimidos
  • 4 – A trajetória do herói: de marginal à militante
  • 5 – Conclusão
  • 6 – Bibliografia
  • Contém em anexo entrevista de Jorge Amado concedida através de fax a autora da monografia no dia 20/01/95.

Palavras-chave

J/PP.mo R548q; J/PP.mo; JA; LITERATURA BRASILEIRA; DÉCADA DE 30; CAPITÃES DA AREIA; ANÁLISE; ENTREVISTA; PERSONAGEM; MENOR ABANDONADO; MENINO DE RUA