Aspectos culturais no processo tradutório
BR FCJA J/PP.di / B319a por(BR) 2004


Referência

BASSANI, Sandra Mara Mendes da Silva. Aspectos culturais no processo tradutório: um estudo da tradução de obras de Jorge Amado. Orientadora: Profª. Dra. Sílvia Inés Cárcamo. Rio de Janeiro, 2004. 112 f. Dissertação(Mestrado em Língua Espanhola e Leituras Hispânicas)-Coordenação dos cursos de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

Tipo

Dissertação

Resumo

As perspectivas lingüísticas e culturais da tradução. A tradução literal, a tradução livre e os procedimentos de tradução. A identidade cultural da Bahia nas obras Cacau, Suor, Mar Morto, Jubiaba e Capitães da Areia. A poética do regionalismo literário da década de 30 a partir da perspectiva da tradução. O tradutor como mediador entre as culturas. A tradução, a iconografia e as barreiras culturais na tradução. Propõem-se a investigar como o universo baiano diverso em sua cultura, com toda sua heterogeneidade religiosa, gastronômica e étnica, foram traduzidos no universo hispânico.

Notas

  • INTRODUÇÃO
  • I – CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS SOBRE A TRADUÇÃO
  • 1.1 Perspectiva linguística X perspectiva cultural
  • 1.2 Tradução literal X tradução livre
  • 1.3 Procedimentos de tradução
  • II – JORGE AMADO E SUAS OBRAS
  • 2.1 A heterogeneidade do romance amadiano
  • 2.1.1 Cacau
  • 2.1.2 Suor
  • 2.1.3 Jubiabá
  • 2.1.4 Mar morto
  • 2.1.5 Capitães da Areia
  • III – A LEITURA DO CORPUS
  • 3.1 O tradutor como instância mediadora entre as culturas
  • 3.2 A tradução da cultura no corpus: uma fronteira (in)traduzível
  • CONCLUSÃO
  • BIBLIOGRAFIA

Palavras-chave

J/PP.di B319a; J/PP.di; JA; ANÁLISE; TRADUÇÃO; CACAU; SUOR; MAR MORTO; JUBIABÁ; CAPITÃES DA AREIA