Acervo de documentos


FIGURAS & factos BR FCJA J/P / ESTO por(BR)/ing 1985

FIGURAS & factos. Estoril - Sol, Estoril, ano 8, n.16, p. 45-47, outono/inverno 1985.

Seção sobre a participação de personalidades importantes em eventos realizados no Hotel Estoril-Sol e Casino Estoril.

BR FCJA J/P / ESTU por(BR) 1974

ESTUDOS LEOPOLDENSES. São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, n.27, 1974. 72 p.

.

Aspectos do sagrado em "Tenda dos Milagres", de Jorge Amado BR FCJA J/P / ESTU por(BR) 1974

STEFFEN, Júlia E. Aspectos do sagrado em "Tenda dos Milagres", de Jorge Amado. Estudos Leopoldenses, São Leopoldo, n.27, p. 21-44, 1974.

Artigo sobre a obra "Tenda dos Milagres" do escritor Jorge Amado.

BR FCJA J/P / ESTUD por(BR) 1997

ESTUDOS PORTUGUESES E AFRICANOS. Campinas: UNICAMP, n.30, jul./dez. 1997. 76 p. ISSN 0103-1821.

Publicação semestral do Núcleo de Estudos de Culturas de Expressão Portuguesa (NECEPO) do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

A study of intertextuality and mythology in Jorge Amado's Mar Morto BR FCJA J/P / ESTUD ing 1997

OMOTESO, Ebenezer Adedeji. A study of intertextuality and mythology in Jorge Amado's Mar Morto. Estudos Portugueses e Africanos, Campinas, n.30, p. 5-14, jul./dez. 1997.

Estudo sobre intertextualidade e mitologia na obra Mar Morto do escritor Jorge Amado.

Jorge Amado na hora da guerra BR FCJA J/PP.e / V528jo por(BR) 2012

VEIGA, Benedito. Jorge Amado na hora da guerra. São Paulo: Alameda, 2012. 360 p. ISBN 978-85-7939-143-9.

Jorge Amado na Hora da Guerra mostra outra face do ficcionista e jornalista de um periódico, O Imparcial, de Salvador, num instante da Segunda Guerra Mundial, entre 1942 e 1944. O escritor, membro e servidor do Partido Comunista, refugiado na Argentina e no Uruguai por divergência política com Getúlio Vargas, retorna à pátria, após o ditador declarar guerra à Alemanha e à Itália, e vem se colocar na “Unidade Nacional” de todos os brasileiros, sob o comando de Vargas contra o arianismo. A coluna Hora da Guerra não é uma visão histórica nem documental deste conflito, observado da Bahia, muito embora marcas de traços regionais estejam presentes, como datas históricas, o 2 de Julho: vultos consagrados, ou individualmente, como Castro Alves e Rui Barbosa, ou reunidos em grupo, como o ex-governador José Seabra: acontecimentos regionais, como a Lavagem do Bonfim, os festejos de São João; traços da cultura afro-baiana, como candomblé e os orixás, e outras lembranças locais. O autor rediscute algumas ideias que permaneciam da Europa, desde os fins da Primeira e inícios da Segunda Guerra. Apresenta quatrocentos e sessenta e duas crônicas de sua autoria (uma sua, repetida, e duas de outros cronistas) na Hora da Guerra, se ocupando da participação do Brasil na disputa, inclusive por determinação partidária, com a presença ativa, defendendo a proposta básica: o envio de um Corpo Expedicionário, a fim de o país se incluir numa segunda frente. Do nazifascismo são mostrados: suas posições assumidas, as pessoas por ele perseguidas ou atingidas, as suas propostas iniciais, e o início da sua derrocada, sobretudo na Europa, tratando, inclusive, da formação da liderança aliada tripartite de combate ao nipo-nazifascista. São apresentados: a Guerra no continente asiático e o envolvimento da América Latina no conflito, repercussões e posições assumidas pelos governos locais. O escritor dedica textos ao papel da cultura, das artes e da literatura neste tempo de oposições acirradas, que aparecem ao longo da circulação da coluna.

BR FCJA J/P / ETC por(BR) 2002

E.T.C: educação, tecnologia e cultura. Salvador: CEFET-BA, ano 1, n.0, nov. 2002. 58 p.

.

A prosa de Jorge Amado BR FCJA J/P / ETC por(BR) 2002

RAMOS, Humberto Teixeira. A prosa de Jorge Amado. E.T.C, Salvador, ano 1, n.0, p. 50-51, nov. 2002.

Artigo sobre a literatura do escritor Jorge Amado. Este texto, é parte do ensaio "A contística de Jorge Amado" de 1991.

Uma visita a Jorge Amado BR FCJA J/PP.e / C394v por(BR) / ing 2013

CERQUEIRA, Nelson. Uma visita a Jorge Amado. [A visit to Jorge Amado]. Tradução Bennett Paris. Ilustração por Sidney Falcão. Rio de Janeiro: Imago, 2013. 240 p. , il. Livro bilígue. ISBN 978-85-312-1140-9.

No ciclo do contendo centenário de Jorge Amado, aspectos novos apareceram sobre a sua vida e obra. Os 100 anos recordam o homem, o amigo atencioso, educado e afável no trato e generoso no acolhimento. Estudos que enfocaram a obra aumentaram a bibliografia sobre o escritor brasileiro, traduzido para cerca de 100 idiomas. No conjunto dos estudos amadianos, recentes e inovadores, Nelson Cerqueira chega a um contributo para o entendimento político, estético e ideológico de sua obra. A vocação do escritor sempre teve uma expressiva relevância social, sobressaindo nas lutas por terras e nas disputas urbanas dos capitães da areia. Nelson Cerqueira, doutor pela Indiana University, ofereceu o primeiro curso sobre Jorge em universidade norte-americana. Dando continuidade às investigações literárias, o presente trabalho vai à busca das fundações ideológicos e sociais que induziram a obra do escritor.

Estudos de literatura brasileira - 2 BR FCJA J/PP.e / U51e por(BR) 1986

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO / FACULDADE DE LETRAS. Estudos de literatura brasileira - 2: modernismo - Cassiano Ricardo – Cornélio Pena – Graciliano Ramos – Jorge Amado – Mário de Andrade – Oswald de Andrade. Rio de Janeiro: Programa Editorial SR-2, 1986. v.2. 108 p.

Publicado em volumes pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o livro apresenta artigos sobre alguns escritores do modernismo brasileiro e suas obras.


7028 documentos